Sam Claflin revela seus lugares favoritos no mundo

Nesta quarta-feira (09), o site New Desk divulgou uma entrevista com o Sam, que revelou seus lugares favoritos no mundo. Confira a entrevista completa:

New Desk: Qual foi o último lugar que você visitou?
Sam Claflin: “Voltei de Los Angeles no momento em que o lockdown estava acontecendo. Eu tinha conseguido um papel em Daisy Jones & The Six, que estava sendo filmado lá, e estava em processo de mudança. Levei todos os meus pertences, mas as filmagens foram transferidas para janeiro do próximo ano. O bom é que tenho que aprender a tocar violão para o papel, e nunca peguei um instrumento na minha vida, então ao invés de ter um ou dois meses para me preparar, tenho quase um ano. Eu estava começando a trabalhar em Every Breath You Take, no Canadá, então ter aquele tempo extra em casa com as crianças e poder viver um pouco normalmente tem sido muito bom.”

New Desk: Um destino que mais correspondeu ao hype

Sam Claflin: Roma. Muitas pessoas me disseram que era uma armadilha para turistas, então era isso que eu esperava. Eu estava muito ocupado, mas a arquitetura e as ruínas eram sobrenaturais e completamente mágicas. Eu sinto isso em áreas de Londres e Paris também, mas há algo sobre essas estruturas em Roma que torna uma experiência fora do corpo. Eu estive lá por seis semanas no ano passado para Love Wedding Repeat – muitos da tripulação eram locais, então eles nos deram dicas – e meu amigo e eu saíamos para explorar, evitando todos os pontos óbvios. Você pode andar em qualquer lugar e ficar maravilhado”. 

New Desk: E um que menos correspondeu ao hype

Sam Claflin: Pequim me decepcionou. Não por causa da cidade, mas por causa do tempo que passei lá. Fiquei lá apenas dois dias, então não tive tempo suficiente para conhecer. Eu me decepcionei. Eu adoraria voltar e conhecer direito”. 

New Desk: Lugar no mundo onde você se sentiu mais feliz?

Sam Claflin: ‘Havaí. Poucas pessoas que conheço conseguiram visitar porque é tão longe para nós, ingleses, mas tive a sorte de que um de meus primeiros trabalhos como ator, Piratas do Caribe: Navegando em Águas Perigosas, foi gravado lá. Voltei para Jogos Vorazes: Em Chamas. É o único lugar no mundo onde meus ombros caem e eu respiro fácil. Eu amo Kauai, que eles chamam de ilha da floresta tropical. Ela absolutamente inclina para baixo e, em cinco minutos, você está seco novamente. É como nada que eu experimentei, tão atraente e bonito… A paisagem, as pessoas, a atmosfera”.

New Desk: Primeira vez sem seus pais?

Sam Claflin: Meu primeiro trabalho como ator, um programa de TV que filmamos em Budapeste. Lembro de chegar ao aeroporto com meu passaporte pensando: “Eu sei que estou indo para Budapeste, mas não sei com quem estou voando, que horas é o vôo, em que terminal está…” Nesse ponto eu percebi que ainda precisava da minha mãe.

O que você gostaria de encontrar no seu frigobar?

Sam Claflin: Um gim tônica e uma barra de chocolate mars. Não gosto de chocolate chique, gosto de snickers ou twix, da velha guarda. E alguns ursinhos de gelatina da Haribo. 

New Desk: Qual é sua cidade favorita?

Sam Claflin: “Londres. No verão, especificamente – que eu sei que é uma desculpa para escapar. Eu não visitei até os 17 anos. Eu nunca fui lá em uma viagem escolar ou algo assim, mas fui atraído pelo que vi nos filmes, na TV e nas coisas que li. É o lar dos meus filhos e não me imagino jamais querendo morar em outro lugar. Ele preenche todas as caixas. 

New Desk: Uma memória de um feriado de infância

Sam Claflin: Como uma família de seis pessoas, costumávamos acampar todo verão. Não crescemos com nenhum dinheiro na verdade, então íamos para Wells-next-the-Sea, em Norfolk, e depois íamos para Holkham. É um litoral deslumbrante, Sheringham, Cromer e Suffolk, onde fica Southwold – as vilas ao redor dessas praias são lindas. A única vez que minha família foi para o exterior, nós dirigimos até o sul da França e ouvimos a mesma mixtape repetidamente. Fleetwood Mac, The Cranberries e REM. Mesmo como adulto, posso ouvir qualquer uma das canções daquela fita e saber todas as letras. 

New Desk: Qual é o hotel mais elegante em que você já se hospedou?

Sam Claflin: The Peninsula, em Beijing. Me hospedaram como convidado da Burberry. Tinha um assento aquecido no banheiro que esguichava todo tipo de coisa em você, a banheira era como uma piscina, tudo era de alto nível. Normalmente não gosto que as pessoas me ajudem no quarto do hotel, se precisar de algo, ligo. Mas eu tive que ouvir tudo lá, TV, as persianas … Era tudo tão tecnicamente avançado.

5 Star Hotel Beijing, China - Luxury Hotel | The Peninsula Beijing

New Desk: A frase estrangeira que você usa com mais frequência

Sam Claflin: Eu só me lembro dos palavrões. Quando estive em Budapeste, consegui pedir comida em húngaro, mas as frases que me prendem são os palavrões. Para qualquer viagem, aprendo a dizer alô, tchau, obrigado e um palavrão.

New Desk: Passeio turístico ou espreguiçadeira?

Sam Claflin: ‘Mudou. Eu sempre fui o tipo de cara preguiçoso, mas agora que tenho filhos não existe isso. Eu nem sei como é. Também depende de com quem estou. Sou um pouco uma ovelha, ficarei feliz com o fluxo. 

New Desk: Descreva sua vista favorita

Sam Claflin: O oceano. Acho que é tão pacífico e calmante, e provavelmente é por isso que amo tanto o Havaí, porque você não precisa viajar muito para ver o mar. 

New Desk: Como você relaxa?

Sam Claflin: Eu me exercito. Não medito, mas me tornei mais espiritual, embora não de uma forma religiosa. Gosto de passar um tempo sozinho, entrar na zona e ser disciplinado me faz sentir bem. Eu fui ao Festival de Cinema de Veneza há alguns anos e corria todos os dias, fazendo um percurso diferente a cada vez. É a melhor maneira de obter uma visão de um novo lugar. Eu também fiz isso em San Francisco, estive lá por uma noite e sabia que não veria nada, então procurei a ponte Golden Gate em um mapa e corri até lá.

1 comentário on “Sam Claflin revela seus lugares favoritos no mundo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *